Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘dicas ny’

Hi Wannabes!! A pedido das amadas Gabi e Gi lá vai alguns flashes da minha visitinha rápida à NYC uma semana atrás!

Eu estaria sendo pretensiosa se dissesse que vou descrever detalhes do que vi por lá. Quem já foi sabe bem que é impossível! Tudo lá vale a pena ser visto, sentido, vivido… É uma cidade única, que não parece em aspecto algum com nenhuma outra.

Confesso que não foi paixão a primeira vista. Sou uma puxa-saco assumida da Europa e “bestamente” sinto uma “rivalidade de continentes”, acho que por isso cheguei com um “pézinho atrás”, tentando de certa forma, não gostar tantoooo assim de NY. Ahahaha… O que não adiantou nada. No terceiro dia eu me rendi. Já comecei a pensar onde seria meu apartamento (eu tenho essa mania de querer morar nas cidades que eu me apaixono), como seria a minha vida de newyorker, ahahaha… Além do corpo, ia viajando de alma naquelas ruas…

Só pra concluir o meu dilema Europa x “América”, como uma legítima virginiana filha única: QUERO TUDO! Ahahah…

Nem preciso dizer que andei horrores naquela cidade (a pé, de táxi, de metrô, de carro, e até de bicicleta!). Claro que não foi suficiente, mas eu me desdobrei pra tentar ir em quase todos os lugares do meu próprio NY Map-Guide (aquele elaborado com as dicas incríveis de alguns amigos – https://friendswannabebloggers.wordpress.com/2010/08/13/now-ny-map-guide/).

Todos os dias eu e minha “roomie” (que foi perfeita!) Flávia decidíamos um roteirinho, era mais ou menos assim:

Manhã: sightseeing (Nós acordávamos todos os dias 7:30 da manhã com o despertador – que até o último dia eu tinha certeza que desligava sozinho, até que a Flávia me contou que era ela quem desligava.)

Almoço em um dos restaurantes do NY Map-Guide

Tarde: shopping

Noite: algum programa especial (que sempre incluia um drink, jantar e tals – tb do NY Map-Guide)

P.S.: Eu imprimi esse NY Map-Guide e não dávamos um passo sem ele! ahahaha… Separei por regiões e itens como “onde comer”, “onde comprar” e “lugares para conhecer”, o que facilitava na hora de decidir o roteiro do dia. Se alguém se interessar pela versão impressa é só pedir que mando o arquivo.

P.S. 2: É importantíssimo fazer reservas nos restaurantes de NYC – principalmente no jantar – além de ser cultural você não corre o risco de ficar de fora dos lugares mais badalados. Descobri um site que faz reservas em quase todos – www.opentable.com – é só se cadastrar com nome e um número de telefone, bem simples. Você pode também pedir o serviço de concierge do seu cartão de crédito – pra quem prefere falar em português mesmo, ou então o serviço de concierge do seu hotel – mas aconselho fazer reservas com antecedência porque obviamente os melhores restaurantes estão sempre lotados!

Fizemos tudo o que foi possível! Mas a Estátua da Liberdade (que eu chamei a viagem inteira de “torre”) vimos de longe. Quando cheguei no Battery Park tinha muita gente, muita fila… Vai ter que ficar pra próxima. Wall Street, Rockfeller Center, Ground Zero (WTC), Grand Central Station, Empire State, Times Square, Central Park, Dakota Building, Chrysler Building, Brooklin Bridge, MoMa, Lion King e Phanton of Opera and so on…

Vale dizer que:

– você tem que tirar foto com o touro da Wall Street e colocar a mão no $%# dele pra atrair forturna;

– para não pegar fila no Empire State é só chegar cedo;

– quando você chega no Ground Zero (WTC) você se arrepia, e o mesmo acontece no Dakota Building apesar de que apenas uma pessoa  tenha sido assassinada lá (J. Lennon);

– você tem que passar na Times Square durante o dia e a noite pra ver que a noite parece dia com tantas luzes;

– sempre tem ingressos nos musicais e custam a mesma coisa que na internet com antecedencia, que a fila pra comprar tickets com descontos é gigantesca – na tkts – e, a não ser que você contrate alguém pra ficar lá, não vale a pena encarar;

– andar de bicicleta no Central Park foi a melhor idéia que a minha roomie teve! Foi demais!  Apesar de eu ter me perdido completamente… Teve até um protesto pela legalização do topless em NYC! ahahah… ;

– é interessante observar as pessoas na Grand Central Station – que é linda com seus vitrais gigantes e o teto com os símbolos do zodíaco desenhados;

– apesar de ter ido em não-sei-quantos museus nos últimos tempos, eu AMEI o MoMa. Obras totalmente diferentes das que eu já tinha visto, a exposição do John Newman vale um post a parte;

– no verão a pista de patinação do Rockfeller Center se transforma em um café lindíssimo!

– com certeza eu estou esquecendo de alguma coisa.

Mudando do lado turístico-hippie para o lado shopaholic

Até o ser mais equilibrado perde o controle em NYC. Tudo o que você compra ainda não é o suficiente. O povo enlouquece lá. O um fato que me impressionou muito foi quando eu vi uma fila dando a volta no quarteirão na maior chuva, todos com seus guarda-chuvinhas, adivinha onde… na porta da Abercrombie! Vai entender…

Eu não gostei da Macy’s – com exceção daquela escada rolante de madeira que eu achei demais, gostei da Sak’s, adorei a Bloomingdale’s, AMEI a Barney’s e perdi o fôlego na Bergdorf Goodman! Ahahahaha… Mas sei que “elas” são amigas entre si. Fui comprar meu perfume na Bloomingdale’s e tinha acabado. 😦 A mocinha bem gentil, ligou na hora para a Bergdorf e reservou um pra mim lá (me deu o telefone para falar com o Mr. Taylor que estaria me esperando). Ahahaha… Completamente íntima, como se fosse minha home town.

A 5th Av. é incansável. A Tiffany da 5th Av. é emocionante (ahhaha… ok… ok… drama fútil, mas só de pensar no filme Bonequinha de Luxo… ai…).

P.S.: As lojas fecham às 19hrs e as lojas de depto fecham as 20hrs.

Andar pelo Soho é completamente diferente, mas não sei dizer onde gosto mais. As lojas são menores, mas muito charmosas. Aliás, charme é o que não falta ali. Dá uma sensação de “equilíbrio” quando se entra em uma loja e depois em uma galeria de arte, uma loja, uma galeria… ahahaha… Os artistas de rua roubam a cena durante o dia, é menos frenético, dá pra respirar – claro que isso não vale quando se chega na altura da Broadway. É bem pertinho do Meatpacking, com ânimo dá pra ir andando até lá, e com tempo, dá pra ir entrando em todas as lojinhas que chamarem atenção.

Eu poderia ficar mais umas horinhas escrevendo sobre todas as lojas que entrei, mas não dá, né… Tentei ir em todas do NY Map-Guide. Além das clássicas, que vale até mesmo que pelo passeio em suas flagships  stores (consigo ver até um ladinho cultural nessa “visita” ahaha…) como a da Prada no Soho, é interessante dar uma passadinha na H&M, Forever 21, Top Shop… Cada uma com seu estilo fast fashion e um preço queridíssimo. Ah! Sem esquecer da Anthropologie, que tem coisas de casa também. Tem a Henry Bendel que é uma delícia de ir, tem roupas, óculos, bijoux e até Dj! Sem falar das farmácias como a Duane, CVS e também a Walgreens… ahhh… desisto!  (Isso é só uma pincelada, ok!?)

Na hora de comer opções não faltam. Eu e minha “roomie” consideramos restaurantes como passeios, então almoçávamos e jantávamos bem. Infelizmente (ou felizmente) não deu pra comer o cachorro quente nas barraquinhas do meio da rua (quem sabe numa próxima vez…). Nessa listinha seguem Cipriani Downtown (lá você tem que tomar um Bellini antes de almoçar! Os pratos são enormes!), Bar Pitti (o spaguetti com lagosta é delicioso), Bice (também comi spaguetti com lagosta ahaha…), Sara Beth’s (brunch), Prime Burguer (com as mesas igual de escolinha e o preferido da Sara Jessica Parker), Butter (restaurante com boate/balada – como preferir, pratos deliciosos e uma sobremesa linda!), Standart Grill (o chão é de moedinhas, fica no hotel The Standart – Boom boom room – e tem um bar também no hotel que é bem descolado e movimentado), Pastis (tomar Mimosa), Balthazar (vinho rose Cotês de Provence), Bagatelli, Serafina, Morimoto, Spice Market, 1 OAK (com a minha amada Dani Cabrera)… e infinito! Ahhh… Não posso esquecer do Joint Burger – simplesmente o melhor de NYC e o mais interessante (tb vale um post a parte) e nem do cheiro da Magnolia Bakery.

Não tenho a menor intenção de esgotar aqui todos os detalhes, mas acho que deu pra ter uma idéia, né!? Segue algumas fotinhos para quem quiser conferir!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Hi Wannabes!

Adorei essa ferramenta do Google de fazer seu próprio mapa, com seus próprios comentários e ainda dá pra compartilhar com quem quiser!

E está aí pra vocês “meu” Now NY Map-Guide! Digo “meu” porque na realidade ele é de todas as minhas queridas amigas (e amigos também) que colaboraram com dicas incríveis, eu apenas coloquei tudo no mapa. E digo “now” porque sei que NY é mutante.

Pena que não dá pra fazer tudo de uma vez!

Colaboradores: Mirian, Gabi, Marcelinha, Pó, Silvinha, Bá, Thally, Davi, ZR (aii será que eu esqueci alguém?)…

Read Full Post »